52 #8


Depois de mais de seis meses do “ano perdido” da DC, finalmente temos uma aparição do Bátima. A capa mostra a chamada “A Morte do Cavaleiro das Trevas!”. Será que alguém ainda cai nessa?
Como sempre, tem spoiler!

A semana 29 mostra o primeiro confronto físico resultante do conflito ideológico entre os heróis tradicionais (representados pela SJA) e a nova geração de super-heróis criados por Lex Luthor. O estopim é a surgimento de uma nova Jade, provocando a ira do Manto Negro, irmão da falecida Jade original.
Ao contrário da discussão levantada em Guerra Civil, aqui o antagonismo soa meio fajuto. Os novos heróis parecem renegar os super-heróis tradicionais, inclusive a Trindade, mas seguem a mesma cartilha de bom comportamento. O conflito de gerações de Reino do Amanhã, por exemplo, soa muito mais verossímil.
Na Ilha Oolong, podemos acompanhar o divertido o jantar de ação de graças dos cientistas loucos. Apesar do ritmo lento dessa parte da trama, é sensacional acompanhar a convivência de um grupo em que o personagem mais são é um cleptomaníaco que tenta controlar suas tendências maníaco-depressivas.

Tendo como ponto alto a arte do brasileiro Joe Bennett, a semana 30 revela finalmente o paradeiro do Bátima e das Robins. É interessante observar que, no resumo logo no início da história, toda a trajetória do Batman desde sua origem é colocada dentro de uma mesma cronologia, como se não tivesse sido zerada por Crise alguma (que é exatamente a abordagem que o Morrison vem usando em suas histórias do Morcego). É mencionada até a fase mais leve das histórias, em que o Coringa deixa de ser um assassino e vira apenas um palhaço criminoso.
Pensando dessa forma, colocando toda a trajetória do Batman de 1939 até hoje como cerca de 15 anos na vida de uma pessoa, os eventos traumáticos desde a morte de Jason Todd realmente viriam um atrás do outro. Isso seria o suficiente pra esgotar até mesmo o Cavaleiro das Trevas, justificando essa “busca espiritual” que culmina com Bruce Wayne dizendo que “o Batman acabou”. Fim do Morcego? Nem a Tia do Bátima acreditou nessa.
Em Gótcha City, o Questão continua com o pé na cova e a Montoya, surpreendentemente, não sapecou ninguém nesta edição. Enquanto isso, a Batmulé continua chutando bundas animalescas, agora com a ajuda do BUCHA do Asa Noturna, que ainda não percebeu que a Maria é João.

Na semana 31, somos jogados no meio de um conflito entre raças alienígenas que aparentemente não tem relação alguma com a história. Liderados pelo Capitão Cometa (que só lembro de ter visto em Reino do Amanhã), o povo do planeta invadido é massacrado pelos invasores. No fim, descobrimos que tudo isso foi só uma demonstração do perigo que Lobo e os Três Patetas do Espaço vão enfrentar.
Se vocês acharam que o Adão Negro partindo um vilão ao meio já foi algo violento demais, preparem-se pra ver violência de verdade agora. Personagens são eviscerados, esquartejados, esfolados vivos e transformados em zumbis!
No lado mais “leve” da história, descobrimos que um dos integrantes da Corporação Infinito tem hábitos meio nojentos e vem enganando seus colegas.
E o onipresente Ralph Dibny (sempre acompanhado do elmo do Senhor Destino) reaparece em Metrópolis e conversa com o Supernova sobre a identidade secreta do novo herói. Teoricamente, essa conversa deveria dar pistas que ajudassem os leitores a descobrir a identidade do Supernova, mas o papo entre eles é tão cifrado que não ajuda em nada.

Com os desenhos sempre bem-vindos de Pat Olliffe, a semana 32 mostra a visita de Ralph Dibny a Nanda Parbat (onde o Questão e Renee Montoya já passaram uma temporada algumas semanas antes).
Juntamente com o Médico Perfeito e Realizado (que lembra o Doutor Estranho da Marvel e o Doutor do Authority), um dos membros dos Dez Grandiosos da China, Dibny ajuda a deter um membro reserva da superequipe chinesa que perdeu o controle (lembrando o Sasquatach e o Wendigo da Marvel).
Como recompensa, Ralph ganha uma audiência com Rama Kushna, “a voz viva de tudo que existe e não existe”. A entidade revela ao ex-herói como ficar novamente com sua esposa, algo que Ralph diz que já sabia. Na hora em que li, lembrei daquela piada sobre o que é necessário para reunir os Beatles. Parece que Ralph Dibny vai pelo mesmo caminho…
Em São Francisco, os Titãs estão recrutando novos membros, o que significa aqueles quadros cheios de heróis buchas que você fica horas olhando pra ver se identifica todos. Osíris, o “Adão Negro Júnior”, aparece para se candidatar a uma vaga também, já acompanhado de Sobek, o “Sr. Malhado Negro”.
Apesar das boas intenções, o Capitão Fraldinha Júnior dá um pé na bunda da dupla, não sem antes relembrar o Adão Negro partindo um vilão ao meio, um dos grandes momentos da série.


A maior quantidade de anúncios desta edição deixou menos espaços para as origens resumidas. Sempre com texto de Mark Waid, temos o Homem-Gato com arte de Dale Eaglesham, os Homens Metálicos por Duncan Rouleau, e o Róbi por Freddie E. Williams II.
Não há o que reclamar das histórias mostradas nesta edição. Não houve nenhum grande acontecimento com os personagens principais, mas fica clara a progressão das diversas tramas, um andamento típico do “segundo ato” da saga, preparando o terreno para o que vem por aí.
Já no lado editorial, ficou feio deixarem passar o texto errado “noite a dentro” em um balão na página 5. Em compensação, colocaram uma nota explicativa sobre a tradução do trocadilho “pride” na origem do Homem-Gato, o que é sempre melhor do que uma adaptação impossível que certamente ficaria tosca.
Nota: 8


Melhor diálogo:
[Niki Jones, a nova Jade] Você é louco!
[Manto Negro] Eu era. Me curei.
Melhor piada:
[Osíris] Oh, não tenham medo! Esse é só Sobek, o crocodilo falante!
(52 #29-32)
Formato americano, 100 páginas, papel Pisa Brite, capa couché, R$ 6,90, distribuição nacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: