Rê Bordosa ganha documentário

Fico por conta quando dou de cara com notícias lançadas na mídia aos 45 minutos do segundo tempo e esse é mais um exemplo. Você sabia que a personagem Rê Bordosa do Angeli ganhou um documentário em curta-metragem animado?! É… também não.

O curta-metragem, Dossiê Rê Bordosa, que investiga a morte da emblemática personagem será exibido no festival de cinema documentário É Tudo Verdade. Detalhe, o festival começa na próxima quarta-feira.
Cacete! Como um curta animado que tem tudo pra chamar a atenção de um bom número de pessoas não teve nenhuma divulgação?! Descobri o filme, hoje, por acaso. Estava na redação onde trabalho batendo um papo, quando vi o caderno Folhateen, do jornal Folha de S. Paulo. Resolvi pegar a bagaça pra ler os quadrinhos e dei de cara com uma foto do filme e nada de informação sobre a produção. Fiz o que um nerd normal [isso é possível?] faria nessa hora: catei informações no Google. O que encontrei? Praticamente NADA!!!

O pouco que encontrei que pudesse satisfazer parte de minha curiosidade foi no blog Cabeça Vazia. Segundo Rafael Moretti, o filme pretende investigar a morte da personagem com entrevistas com o Angeli e outros personagens do quadrinhista e cartunista [todos animados em stop-motion].
Na página do festival tem mais informações sobre o filme e os horários de exibição em São Paulo.
Cara, eu sei que sou um Zé Ninguém. Ok… Mas porra, como pode um filme desse não ter divulgação na internet. Um trailerzinho qualquer circulando no You Tube. Não pode?! Vai dizer que é caro produzir uma ou outra artezinha em JPEG ou GIF que divulgue o filme e mandar a porra de um e-mail pros sites e blogs que falam de quadrinhos e animação?! Não fode, porra. Depois esse povinho do cinema fica chorando com uma rola rolos de filme nas mãos dizendo que a mídia não divulga o trabalho deles e o caralho a quatro. PORRA, SEUS IMBECIS, USEM A MERDA DA INTERNET!!! Tem gente que quer assistir a merda desse curta, eu sou um deles, caralho, mas se a gente não sabe que ele existe, não veremos nunca. O que mais tem é site e blog querendo divulgar esse tipo de trabalho. Não será divulgando na grande mídia aos 45 do segundo tempo que vocês vão garantir público.
Sem mais.

Anúncios

  1. Pessoal estou fazendo em grupo, um seminário sobre Rê Bordosa no Rio de Janeiro. Nossa apresentação será dia 27 na Facha em Botafogo. Já temos bastante conteúdo, mas queria pedir que se alguem tiver algum material bacana enviar. E se quiserem assistir a apresentação entrem em contato, pois será aberto ao público e pra quem não é do rio entrem em contato também que será todo filmado e depois enviado para o Youtube.
    jorgealbertorj@yahoo.com.br
    Valeu Galera

  2. Leandro Maciel

    Ola, meus caros
    Sou roteirista e montador do Dossie Re Bordosa e venho na defesa da equipe e dos argumentos da Carol Scalice. A divulgacao foi feita dentro do possivel. A unica coisa que voces podem reclamar sao os horarios de exibicao – 15h numa sexta a tarde, por exemplo…mas esta eh uma questao do festival e nao vou entrar na polemica da falta de espaço para o curta e etc…
    Bom, se vocês quiserem trocar ideias sobre o curta, podem escrever para o meu email (lvmaciel@gmail.com)
    E não esquentem, ainda tem varios festivais para voces assistirem!!! abrcs a todos

  3. Se-Gyn

    Cinema nacional, com raras excessões, é sempre um porre, uma vergonha. animação nacional, então, com excessões mais raras, ainda, uma incógnita.
    Mas, não existe mais uma justificativa plausível para fazer o que seja em matéria de cinema sem usar das ferramentas de divulgação da Internet. A menos que vc seja um dãããã ou seu filminho seja só uma peça de masturbação intelectual, huhuhuahuhuahuhua!!! E, vou dizer uma coisa. Tenho tudo o que pude consiguir de quadrinhos do Angeli, mas, esse negócio de investigação-sobre-a-morte-darebordosa-em-animação pode até surpreender muito, mas a regra do cinema nacional não é essa. Enfim, talvez o resultado tenha sido tão ruim que o caso era mesmo de só divulgar na TV Brasil, que ninguém assiste – ah, nem!!!

  4. Eu também não entendi onde está a agressão do meu comentário…
    Eu já fiz um ou outro bico com animação, ajudando um amigaço meu que é publicitário. Inclusive modelando o boneco. Isso, ao mesmo tempo da minha vida profissional, da minha faculdade nada a ver com isso e de tudo mais. Mas tive tempo de fazer zilhões de fotos do projeto, desde a concepção inicial, o primeiro esboço, a primeira modelagem, as mãos, os movimentos básicos… Sem gastar um tostão, e no meio da turbulência da minha vida. Deu tempo.
    Mas vou citar o Griffin:

    Comentário de: Griffin
    vacilo dos produtores em não divulgarem isso!!
    mas eu jah tinha conhecimento, pois vi isso no programa Animania que passa na TV Brasil!!
    lah o cara mostrou ate os bonecos usados, um do Bob Cuspe que se tivesse pra vender eu compraria!!
    muito massa!!

    Percebe a frase em negrito? Como assim, nada de divulgar antes do material pronto, do filme lançado? Rolou no Animania…
    Além disso, Carolina, você sempre bate na questão da grana, na subvenção de sei lá quem e tudo o mais. E todo mundo responde sobre como não se precisa de grana pra uma divulgação, por menor que seja…
    No fim, acho que fica a sensação de pisada na bola.
    Agora, não me leve a mal. O post do Ultra me deixou chateado porque eu sou MUITO fã do Angeli, desde criança pequena. Fui ver Woody & Stock na estréia, chupei muito da minha (in)capacidade de desenhar das Chiclete Com Banana que me caiam no colo. Daí que, saber dum projeto tão soda é que tá passando batido me chateia. E você não imagina o quanto.

  5. Anônimo

    Carol, o PP não foi agressivo. Ele só está levantando uma questão importante. A divulgação na internet pode ser até de graça, mesmo. Se o diretor não deseja mostrar nada antes da hora pra não estragar a surpresa, ele está no direito dele. Não podemos condenar ninguém por isso, mas tem outras coisas que podem ser mostradas.
    Pra começar, o anúncio quando começou a produção do curta, divulgação do nome dos dubladores, fotos de produção [um bonequinho sendo feito, fotos da equipe]. Um teaser pôster… E por aí, vai.
    Sobre a dificuldade de se produzir algo desse nível [e pelas duas fotos que vimos, aposto que terá muita qualidade], acredite quando digo que tenho idéia sim do que vc está falando. Além de já ter trabalhado com produção de vídeo, tenho muitos amigos que fazem o mesmo. Entendo de verdade as dificuldades, como entendo que algumas coisas não são impossíveis de serem feitas sem gastos. Um blog não custa nada. É de graça e tem filme milionário que usa sistemas de postagem de blogs gratuito.
    Bem. Estou sendo o mais sincero possível. Tenho certeza que é possível sim fazer uma divulgação bem legal do filme de vocês, mesmo com restrições orçamentárias e artísticas.
    De qualquer forma, sou um fã do Angeli e espero mesmo que o curta criado por vocês seja muito bom. O MdM está aberto para a divulgação do curta e de outras animações que vocês fizerem, sempre. Basta sabermos que o trabalho existe.

  6. meu, não estou querendo agredir ninguém aqui.
    só fiz a resposta por achar agressiva essa opinião de que produtor, diretor, ninguém faz nada para divulgar, enquanto vocês não têm a mínima idéia do que é finalizar um curta, sem dinheiro, e sem tempo, essa é nossa maior questão…..
    não é porque é cinema, porque ganhou um edital, que pode se ter $ para tudo…. e tempo, tempo, tempo.
    não é simplesmente animar e wow, tá lindo, pronto.
    se o diretor não quer divugar até a 1a exibição, é uma decisão dele, discutam com ele.
    querem assistir? o curta tá no festival, bora lá.
    querem esperar o site? esperem, ele vai ficar pronto logo mais….
    agora atacar um processo de produção de um projeto como este, que existe há mais de 2 anos, sem saber como se faz, é a mesma coisa que eu querer discutir HQ com vocês e defender uma coisa que eu não sei….
    compareçam à sessão e falem direto com a gente na 5a feira, de boa!
    beijos, sem agressão

  7. Comentário de: carolina scalice · http://não tenho!
    ah, outra coisa: foi estratégia do diretor em não mostrar NADA antes de ter a primeira exibição do curta num cinema…..
    ele queria ter tudo inédito, tudo uma surpresa…. e sinceramente, para quem não viu nada, ver uma animação em stop motion desse nível, num cinema como o cinesesc, pela 1a vez….
    NÃO TEM PREÇO!
    beijos de novo

    Vai desculpar, Carolina, mas não cola.
    Alguém aí falou que assistiu uma espécie de making off no Canal Brasil. O filme já estava pronto, ou rolou um caô?
    Uma, duas fotos, uma câmera de vídeo na mão dos produtores durante as filmagens do curta, vinte minutos (com internet carroça) pra postar isso no youtube e pronto! O Ultra e o Bugman (que são mais afeitos à produções nacionais aqui no MdM) não cobram nada pra divgulgar uma notinha, que você gastaria novos vinte minutos pra escrever. No Judão, a Tayra também com toda a certeza do mundo se empenharia no esforço de divulgar a excelente iniciativa.
    Mas é mais artístico chorar as pitangas depois, que o público não entende, não valoriza os curtas, os temas nacionais, e blábláblá.
    (P.S.: O Angeli ficou idêntico!)

  8. ah, outra coisa: foi estratégia do diretor em não mostrar NADA antes de ter a primeira exibição do curta num cinema…..
    ele queria ter tudo inédito, tudo uma surpresa…. e sinceramente, para quem não viu nada, ver uma animação em stop motion desse nível, num cinema como o cinesesc, pela 1a vez….
    NÃO TEM PREÇO!
    beijos de novo

  9. caríssimos,
    quem vos fala é carol, produtora executiva deste curta em QUESTÃ.
    agradeço os comentários, agradeço a expectativa de vcs, e devo-lhes explicar o porquê de AINDA não termos divulgação.
    first: nossa 1a cópia em 35mm saiu esta semana, sim, na mesma semana que o curta será exibido no festival, WOW!
    isso implica num cronograma a-per-ta-dís-si-mo para nossos finalizadores de edição de imagens, transfer de digital para película…. quando nos inscrevemos no Festival, sabíamos que se fosse selecionado, nosso tempo para finalizar o curta seria 1/3 do nosso cronograma ideal….
    second: é uma correria IN-SA-NA fazer um curta, ainda mais quando falamos de stop-motion (que durou 1 ano a animação), edição e efeitos (que são MUITOS e mutio bem feitos, mesmo com um dead line tão curto)….
    nossa meta era ter a cópia pronta para o festival, e sim, conseguimos!
    internet é de graça, é, sabemos. mas o curta não é como um longa, que pode, através de uma grande produtora (não é nosso caso, ainda) ganhar um edital para a divulgação do mesmo, e contratar designers que façam um site, montem um traier….
    curta é uma produção que SEMPRE falta dinheiro. por isso, brincamos, todos trabalham com amor no coração…. por isso, ou nossos designer temrinavam a edição do curta, ou faziam um site bacana…. hum, que dúvida, ter cópia pro festival ou um site?
    enfim, todo esse material está sendo produzido para a internet, mas infelizmente não tivemos tempo de colocar isso como prioridade….
    o curta vai para o cine-pe, estamos inscrevendo em vários festivais, e através do site, youtube, vamos começar a divulgação logo mais…..
    beijo, ASSITAM e divulguem!

  10. Nada a ver com o tópico, mas falando sobre o comentário do Griffin a respeito do blog do Zambi: Ele não só é um dos artistas mais rneomados daqui, como está entre os 10 melhores. Com todo o respeito, muitos mais artista que um certo idIOTTI por aí (acho que esse trocadilho só entenderá quem é gaúcho, mas enfim…)

  11. MAX

    Que excelente notícia!
    O Angeli sem dúvida é um dos quadrinistas mais importantes do Brasil. Mas muito me admira que a notícia não tenha tido nenhum tipo de divulgação na Internet. Eu mesmo só tive conhecimento da tal animação graças ao post do Ultra.
    E como foi muito bem observado, chega a ser ridículo ver as produtoras chorando pelos seus trabalhos não irem bem financeiramente.
    Chega a ser falta de atenção ao mercado e puro desleixo mesmo.
    Mas de qualquer forma, valeu pelo post. 😉

  12. lielson

    [blockquote]
    Tem gente que quer assistir a merda desse curta, eu sou um deles, caralho, mas se a gente não sabe que ele existe, não veremos nunca.[/blockquote]
    é isso aí!

  13. Cassidy

    Realmente essa foi uma pusta dormida no ponto… afinal de contas divulgar na net é (quase) de graça, criar um blog é grátis, criar um email é gratis.. o peão só vai ter de pagar a net (lan house?) e pronto…
    PQP, triste isso.

  14. Garoto Confuso

    “Concordo com cada palavra do Ultra, nesse post…
    (e isso é dificil de acontecer…)”
    Eu, não. Pra mim, mesmo completamente errado, o Ultra tá certo. Adorei ver como ele botou a boca no trombone nesse post. Brilhante mesmo, Ultrinha.

  15. Griffin

    recomendo q visitem o blog do zambi mesmo!! embaixo do meu post, porra!!
    ele eh um dos desenhistas mais renomados aki da cidade da festa nacional da uva!! akela mesma q as gemas trocam de lugar nos desfiles pra aparecer no fantastivo depois!! aheheh!!
    não, meus caros!! ele não me conhece… e nem o conheço!!

  16. Griffin

    vacilo dos produtores em não divulgarem isso!!
    mas eu jah tinha conhecimento, pois vi isso no programa Animania que passa na TV Brasil!!
    lah o cara mostrou ate os bonecos usados, um do Bob Cuspe que se tivesse pra vender eu compraria!!
    muito massa!!

  17. Comentário de: Mister_Lopes · http://www.fotolog.com/emerson_lopes
    Infelizmente, a maioria dos artistas (sejam de que área for), carecem enormemente de um senso de marketing pessoal e de suas obras. É por isso que gravadoras, marchands, empresários e afins lucram tanto em cima deles.
    Se eu estivesse fazendo um filme desses e tivesse só uma ceninha pronta que fosse, estaria divulgando essa mesma cena na internet até que pedissem pelamordedeus pra lançarem logo o filme…rs
    —————-
    Amanhã entra no MdM o trailer de um curta animado que é o exemplo oposto desse.

  18. Comentário de: Um Cara
    Nossa, até pensei que o Birigui ia aparecer primeiro, fico feliz de ter postado primeiro na noticia mais relevante do dia (tirando os dois reviews).
    Sinceramente não vejo o cinema e outras formas de cultuar tendo muito destaque na internet e nos outros meios de comunicação. Realmente é uma vergonha isso. Fazer propaganda de filmes estrangeiros e de bbb’s da vida ai enche, mas quando é algo que realmente presta as coisa ficam a dever.
    —————–
    Cara, acho que vc não entendeu absolutamente nada. O responsável pela divulgação do curta não é o MdM, nem o Omelete, nem o Jovem Nerd e nem a TV Globo. O responsável é a produtora do curta. Quem fez o curta é que deve divulgar o material dela da forma que for. É caro e complicado colocar na grande mídia? Sim, é. Agora, colocar no Youtube, em blogs etc, não é. Teríamos publicado aqui no MdM o que fosse sobre esse curta, bastava a gente saber que ele existia.

  19. Infelizmente, a maioria dos artistas (sejam de que área for), carecem enormemente de um senso de marketing pessoal e de suas obras. É por isso que gravadoras, marchands, empresários e afins lucram tanto em cima deles.
    Se eu estivesse fazendo um filme desses e tivesse só uma ceninha pronta que fosse, estaria divulgando essa mesma cena na internet até que pedissem pelamordedeus pra lançarem logo o filme…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: